quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Comentando: Quanto vale um cabaço?

Já se vendem por dinheiro
Pelas notas do calhamaço
Fazem da vagina um pandeiro
Não têm amor ao cabaço

Quando as mulheres, coitadas
Perdem o que têm de mais valor
Nunca poderão ser amadas
Por um verdadeiro amor

E, pela força dos patacos
Dão um fraco testemunho
Se, assim, enchem os sacos
Perdem a vergonha no mundo

E, no dia do matrimónio
Que oferecem ao marido?
Uma mulher demónio
Cujo corpo já foi vendido

Sem comentários:

Enviar um comentário